Estratégia Revenue Growth – Crescimento da Receita – Investimento em Ações

Growth investing ou investimento em crescimento, é uma estratégia que tem como alvo ações que proporcionam uma taxa média de retorno maior do que o mercado em geral.

O foco nas empresas em fase inicial ou de alto crescimento carrega riscos, mas quando combinado com a diversificação, o investimento no crescimento da receita pode se tornar uma parte fundamental da estratégia de um investidor.

Vale ressaltar que o growth investing difere do value investing, estratégia adotada por Warren Buffett e disseminada por Benjamin Graham, onde o investimento é focado em empresas sólidas, porém com preço de ações subvalorizadas.

Crescimento da receita no investimentos em ações

Revenue Growth no investimentos em ações

O crescimento da receita esperado de uma empresa é um dos fatores mais importantes que os investidores utilizam para determinar o preço potencial futuro das ações dessa empresa.

O valor das ações ordinárias está ligado ao poder de lucro da empresa, portanto, é necessário um entendimento do potencial de crescimento da empresa, tanto para o curto quanto para o longo prazo, antes de decidir sobre um investimento.

Os cálculos das taxas de crescimento são importantes para empresas iniciantes que podem ter muito pouco lucro líquido, mas uma expectativa de altas taxas de crescimento futuro.

  • O investimento em crescimento da receita (revenue growth), é uma estratégia de compra de ações que procura empresas que devem crescer a uma taxa acima da média em comparação com sua indústria ou com o mercado mais amplo.
  • Os investidores favorecem empresas menores e jovens, que estão preparadas para expandir e aumentar o potencial de rentabilidade no futuro.
  • Os investidores em crescimento da receita consideram cinco fatores-chave ao avaliar as ações: crescimento dos ganhos históricos e futuros; margens de lucro; retorno sobre o patrimônio líquido (ROE); e desempenho do preço das ações.

características das ações com crescimento da receita

As ações mais bem sucedidas, produziram um crescimento de 10% por ano ou mais ao longo do tempo. Isso é quase impossível de conseguir, a menos que a empresa vá atrás de uma enorme oportunidade de mercado.

Uma empresa em crescimento, muitas vezes começa por se tornar líder em um nicho específico de uma indústria promissora, e depois se expande para outros mercados, de modo a ampliar seu mercado de atuação.

  • Sem dividendos – A maioria das empresas em crescimento optam por reinvestir seus lucros de volta no negócio para impulsionar ainda mais crescimento. Isso inclui gastar mais em pesquisa e desenvolvimento para criar  produtos, aumentar sua infraestrutura comercial para adquirir novos clientes, adquirir concorrentes ou negócios complementares, comprar de volta suas ações, etc. 
  • Crescimento mais rápido do que a média: as ações em crescimento apresentam um histórico de aumento de sua receita, lucros, fluxo de caixa e valor contábil a um ritmo muito mais rápido do que a média. É importante ressaltar que os investidores acreditam que a taxa de crescimento rápido da empresa continuará no futuro.

Dada a falta de pagamento de dividendos e altas valorizações, você pode estar se perguntando por que alguém escolheria investir em ações de crescimento. A resposta é que algumas ações de crescimento continuam a criar enormes quantidades de riqueza para seus investidores. Algumas ações de crescimento têm o potencial de gerar 10, 50, ou até 100 vezes os investimentos originais de seus acionistas.

Porque o crescimento da receita é importante?

A receita é simplesmente a quantidade de dinheiro que a empresa recebe durante um determinado período. O cálculo da receita é o número de bens ou serviços vendidos durante esse período multiplicado pelo preço. O resultado é denominado de “receita bruta“. É a partir desse valor que os custos são então subtraídos para se chegar à receita líquida.

Revenue growth é visto como mais valioso do que o crescimento da receita líquida, porque esta aumenta com medidas de redução de custos. Embora haja limitações quanto à medida que os custos podem ser cortados, não há – teoricamente – limite para o montante pelo qual as receitas podem aumentar.

Porque o crescimento da receita é importante

Olhando para as receitas históricas

Uma tática eficiente para os investidores é prever as receitas futuras. O uso das taxas históricas de crescimento da empresa é um método simples para estimar o crescimento futuro. Olhar para estes números pode ajudar os investidores a se familiarizar com esta linha de base do desempenho histórico da empresa.

Muitos investidores começam a olhar para o crescimento da receita em 5 anos. A fórmula para isso pode ser escrita como:

5 anos de crescimento da receita = (Ano 5 de Receita – Ano 1 de Receita)/Ano 1 de Receita

Usando esta fórmula, o investidor pode então construir uma tabela para analisar as receitas dos últimos anos, muitas vezes dividindo essas receitas por segmento de negócios da empresa.

Um cálculo da taxa de crescimento anual composta (CAGR), pode ser usada para anualizar as taxas de crescimento.

cálculo da taxa de crescimento anual composta (CAGR)

Análise de outros fatores

É claro que as taxas históricas nem sempre se aplicam ao desempenho futuro, já que tanto as condições competitivas quanto econômicas tendem a mudar com o tempo. Investidores experientes também analisam as margens de lucro da empresa e outros elementos do balanço para encontrar problemas que possam ser cobertos por receitas crescentes.

Growth Investing e ações de Small-Caps 

As ações de Small-Caps (ações com pequena capitalização de mercado), são definidas como empresas com uma capitalização de mercado entre US$ 300 milhões e US$ 2 bilhões (a classificação de Small Cap possa variar entre corretoras).

Embora esses títulos negociem com perfis de risco mais elevados do que as maiores, eles podem oferecer um maior potencial de ganho e podem ser atraentes para os investidores que toleram a volatilidade.

O apelo em ações de pequenas empresas

O grande diferencial sobre investimentos em pequenas empresas, é o potencial das taxas de crescimento serem altas que as empresas maiores e maduras oferecem.

Para o investidor de small caps, o objetivo é encontrar empresas pequenas, relativamente desconhecidas, que estejam vinculadas à grandeza. À medida que estas empresas crescem e prosperam, o preço de suas ações obtém aumentos significativos.

Enquanto as empresas menores muitas vezes “voam por baixo do radar” e escapam do escrutínio geral, elas são tipicamente ágeis e capazes de reagir rapidamente às mudanças do mercado e às pressões competitivas.

As small caps tendem a ser capazes de explorar oportunidades às quais as empresas maiores não conseguem em tempo hábil. As ações de small caps apresentam oportunidades de investimento em crescimento, devido a suas baixas valorizações e potencial, para se desenvolverem em ações de grande porte ao longo do tempo.

Exemplo de Revenue Growth

  • Tesla de Elon Musk;
  • Nio, Li Auto e Xpeng são small caps de veículos elétricos, listadas em bolsa de valores, e que prometem um aumento estrondoso no preço de suas ações. A NIO, por exemplo, já aparece como a 4.ª montadora mais valiosa do mundo 

Critérios de investimento

Os critérios para encontrar Small Caps são:

  • Balanço de caixa sólido com significativas reservas de caixa;
  • Crescimento sólido dos ganhos esperados: muitos investidores buscam 30% ou mais;
  • Uma relação Preço/Lucro razoável: muitos investidores buscam pelo menos 20;
  • Um índice de dívida / patrimônio líquido com menos de 0,5;
  • Mínima cobertura de analistas.

Riscos para investidores de Small Caps

O investimento em small caps traz uma série de precauções, no entanto, dado que essas ações oferecem menos liquidez do que as de maiores dimensões. Elas também são mais suscetíveis a recessões econômicas e à ameaça de concorrência de empresas maiores que podem optar por competir contra elas.

Os investidores também devem ter em mente que a taxa de crescimento de uma small cap pode diminuir à medida que a empresa fica maior ou à medida que seu mercado se torna mais competitivo. Quando isto acontece, os investidores podem esperar que o preço das ações da empresa caia.