Entendendo os Gráficos e a Mente Humana

Entendendo os gráficos Bolsa de Valores scaled
Entendendo os gráficos Bolsa de Valores scaled

Os gráficos podem explicar alguns movimentos, mas quem vai explicar a insanidade humana?

Geralmente no rompimento das extremidades de uma congestão o mercado reage com força considerável, mantendo o sentido da quebra após os vários períodos de acumulação. Quanto maior o período, mais forte costuma ser a força de empuxe.

Por vários anos os preços das ações da Mundial permaneceram laterais e certamente o rompimento para cima desta zona de valores contribuiu para elevar bruscamente as cotações, como ocorreu nos últimos meses. Essa seria uma das explicações ponderadas, vista pelo ângulo da análise gráfica.

Ativos pertencentes a empresas pouco recomendadas, com fundamentos ruins e sem perspectivas positivas como proposta coerente para investimento, devido estarem excessivamente debilitadas financeiramente.

Geralmente com sérios imbróglios na esfera judicial, costuma ser chamados de Micos e vez por outra sofrem fortes movimentos especulativos, muitas vezes dos chamados sardinhas. Embora detenham pouco poder de compra, especulam esses papeis, muito em razão da baixa liquidez assim como de volume de negócios pequenos, além do spread elevado, o que facilita os saltos nas cotações.

Em alguns casos, vide Kepler e agora Mundial, não somente os sardinhas, mas também algumas corretoras de peso atuam nesses ativos, elevando o potencial especulativo. Ainda assim, permanecem pouco fundamentadas, até que provem o contrario.

O mercado de capitais oferece os mais diversos ativos, como as chamadas Blue Chips, Mid Caps, Small Caps e por fim, os Micos que um dia entraram na bolsa como possíveis promessas, mas não passaram disso e com o tempo se tornaram papeis podres, sendo de pouco interesse para investidores que buscam empresas bem administradas e com potencial para crescimento de médio e longo prazo.

Enfim, micos também são ações, contudo sem que haja um panorama positivo de crescimento sustentado das suas respectivas empresas. Ao contrario.

Até aqui tudo dentro da normalidade. Aquele que opera o mercado tem toda a liberdade de escolha, podendo atuar no nicho que julgar conveniente. Seja para operações longas ou curtas, investimento ou trades, blue chips ou micos, cabe ao operador definir sua preferência para em seguida atuar.

Mas atuar como? Importa menos a decisão tomada e mais as implicações dessas decisões. Compreender os pormenores, como proceder para operar de maneira coerente, visando ganhos, contudo antes de tudo de proteger o capital. Afinal, quem entra na bolsa o faz para auferir ganhos e não para sair da mesma como derrotado e com menos dinheiro do que entrou.

Insanidade:

Atuar profissionalmente, evitando operações por impulso emotivo ou regido por opiniões de pessoas pouco qualificadas para emitir pareceres. Estar bem amparado por análises seja técnica e / ou fundamentalista, e especialmente definido quanto a estratégia, planejamento e controle de risco.

Isso é o que se espera dos traders ou investidores que sabem ponderar, que sabem a diferença entre os devaneios e a realidade. Quem não sabe a porta por onde deverá sair, seja no ganho ou na perda, nem mesmo deveria entrar. Se não há objetivos claros, certamente os resultados serão obscuros.

Infelizmente muitas pessoas ingressam no mercado com pouco conhecimento, portanto sem qualificação. Não será fácil ganhar para depois aprender. Na ordem natural, primeiro o aprendizado, depois o triunfo. Se o amador, que detém pouca experiência, fosse capaz de alcançar o sucesso e ser bem sucedido em curto espaço de tempo, o que deveríamos pensar sobre aqueles que se dedicam anos em estudos e metodologias?

Insano não é o mercado

O mercado costuma ser cruel com os inexperientes que acreditam que podem vencê-lo pelos simples desejo de enriquecerem em curtíssimo espaço de tempo. Mas também costuma ser generoso com aqueles que o respeita, buscando aprendizado e se estruturando para atuar conscientemente, sem se iludirem com o lucro fácil e rápido.

Sim, é possível ter lucros satisfatórios em pouco tempo, mas ou será num lance de sorte, o que é pouco provável que se repita outras vezes, ou terá que se habilitar para atuar profissionalmente.

O mercado costuma ser cruel com os inexperientes

O vaqueiro rege a boiada e os bois pouco sabem para onde vão; apenas seguem a orquestração. No mercado de renda variável, o vaqueiro é representado pelo operador sapiente, astuto e coerente. O restante, pouco sabe para onde vai…

A insanidade não está apenas no ato de entrar em um movimento sem avaliações prévias, mas na maneira inconsequente em que muitos se alavancam, vendem bens e buscam empréstimos na ânsia de enriquecerem após algumas badaladas do sino.

Se todos forem para o mesmo lado do barco, certamente a embarcação afundará. Você tem seu bote salva vidas?

* * * * *

Mas e se houve manipulação por grandes grupos ou corretoras, Isso é justo?

Em casos onde há excessos e má intenção, cabe a CVM investigar e ditar as devidas punições. Mas o mercado de capitais é invariavelmente especulativo. Daí porque chamar também de renda variável. É necessário antes de tudo buscar correções na forma como foram conduzidas as operações pessoais. Quase sempre o excesso de otimismo atropela a razão, e a ganância conduz as investidas, em detrimento de um bom plano operacional.

Por vezes, investidores são ludibriados, como foi o caso da ERON, nos idos dos anos 2000, que atuava no setor de energia, sendo das maiores empresas norte-americana, que fraudou documentos contábeis e fiscais e arrastou centenas de milhares de investidores a bancarrota, indo a falência.

Segue abaixo o documentário.

Enron – os mais espertos da sala

Acontece, mesmo em um mercado rigoroso como o dos EUA. Mas tirando as exceções, na maioria das vezes os culpados somos nós, traders e investidores. Se nós não respeitarmos o mercado, muito provavelmente não seremos respeitados por ele.

Artigo Anterior
Medo e Ganância na Bolsa de Valores

Medo, Ganância e Investimentos

Próximo Artigo
Como operar breakouts

Como Operar Rompimentos de Suportes e Resistências – Estratégias em 2021

Artigos Relacionados