Como Investir em Ações – Guia Para Iniciantes

Avatar
Por que investir em ações

Muitos investidores tradicionais se voltam para o mercado de ações como um local para investir seu dinheiro, pois este ambiente gera a possibilidade de aumentar consideravelmente o seu patrimônio.

Embora as notícias sobre a bolsa de valores e as empresas que nela estão listadas entejam constantemente nos noticiários e jornais, muitas pessoas ainda desconhecem o seu funcionamento.

Como Investir em Ações – Perguntas Frequentes

O que é uma ação?

Uma ação representa o mínimo capital necessário para você se tornar sócio de um empreendimento. Portanto, as ações, representam a propriedade de uma corporação dividida em unidades, para que várias pessoas possam possuir uma porcentagem de um negócio. Ao adquirir uma ação, você se torna um acionista, ou dono de uma fração dessa empresa.

Por que investir em ações?

Porque o investimento em ações, em geral, no longo prazo irá remunerar seu capital acima da inflação e acima dos rendimentos em renda fixa, como a poupança e os fundos DI, em geral. Investir em ações é acumular e multiplicar riquezas. O principal propósito na bolsa de valores é comprar ações baratas e vendê-las por um preço mais alto.

Quais tipos de ações existem?

Existem dois tipos principais de ações, ordinárias e preferenciais.

  • As ações ordinárias autorizam os proprietários a votar nas assembleias gerais e a receber dividendos.
  • Os acionistas preferenciais geralmente não têm direito a voto, mas recebem pagamentos de dividendos antes dos acionistas ordinários e têm prioridade sobre os acionistas ordinários se a empresa falir e seus ativos forem liquidados.

Porque as empresas emitem ações?

As empresas emitem ações para obter dinheiro e por vários outros motivos, que podem incluir:

  • Pagamento de dívidas;
  • Lançamento de novos produtos;
  • Expansão para novos mercados ou regiões;
  • Ampliação ou construção de nova instalações.

Vantagens de investir em ações

  • Não é preciso muito capital para investir em ações;
  • Potencial de obter excelente rentabilidade no longo prazo;
  • Você pode comprar ou vender suas ações quando e onde quiser;
  • É possível alugar suas ações;
  • Isenção de Imposto de Renda (IR) sobre os rendimentos até R$20 mil.

Qual o valor mínimo para investir em ações?

A rigor não existe um valor mínimo, porém é mais conveniente comprar lotes inteiros.

Grande parte de investidores experientes recomendam que o aporte inicial seja entre 5 à 10 (mil) reais.

Porque as ações conseguem essa valorização?

Quando você compra uma ação está se tornando sócio de uma empresa e passando a ter direito aos lucros e ganhos de capital que essa empresa gerar ao longo do tempo.

Para que a economia funcione, as empresas no longo prazo, necessitam remunerar seus acionistas com rendimentos superiores aqueles pagos por investimentos livres de risco. Exemplo disso são os títulos do governo ou a poupança. Caso contrário, seus acionistas venderão suas participações e colocarão seu dinheiro na poupança, por exemplo.

Para isso são contratados gestores competentes, que possam fazer com que uma empresa esteja sempre em crescimento e oferecendo um retorno satisfatório aos seus acionistas.

Qual o valor mínimo para investir em ações?

A rigor não existe um valor mínimo, porém é mais conveniente comprar lotes inteiros.

Grande parte de investidores experientes recomendam que o aporte inicial seja entre 5 à 10 (mil) reais.

Porque as ações conseguem essa valorização?

Quando você compra uma ação está se tornando sócio de uma empresa e passando a ter direito aos lucros e ganhos de capital que essa empresa gerar ao longo do tempo.

Para que a economia funcione, as empresas no longo prazo, necessitam remunerar seus acionistas com rendimentos superiores aqueles pagos por investimentos livres de risco. Exemplo disso são os  títulos do governo ou a poupança. Caso contrário, seus acionistas venderão suas participações e colocarão seu dinheiro na poupança, por exemplo.

Para isso são contratados gestores competentes, que possam fazer com que uma empresa esteja sempre em crescimento e oferecendo um retorno satisfatório aos seus acionistas.

 Investindo na Bolsa de Valores

Posso comprar ações de qualquer empresa?

Qualquer um pode comprar ações de empresas que estejam listadas na B3, as chamadas empresas de capital aberto, onde se encaixam a maior parte das grandes empresas brasileiras. Claro que há exceções, nem todas as empresas brasileiras negociam ações em bolsa.

Como faço para comprar uma ação?

O primeiro passo é abrir uma conta de investimentos em uma corretora de valores. No site da B3 encontra-se a lista completa das corretoras credenciadas pela CVM. Após abrir a conta e efetuar um depósito, será possível enviar ordens de compra e venda através de um Home Broker da corretora que você escolheu. Sugiro que você leia o artigo – Como Investir na Bolsa de Valores que detalha os passos para ingressar no universo dos investimentos.

Há muitas corretoras, como escolher a melhor?

Essa é uma pergunta complexa, quem busca segurança deve preferir corretoras ligadas a grandes bancos, como Bradesco, Itaú, Banco do Brasil, no entanto, as corretoras destes bancos cobram corretagens (taxas) mais altas. Pequenos investidores em geral deverão optar por corretoras com corretagens fixas, há várias delas cobrando entre R$5,00 e R$10,00.

O gerente do meu banco pode me orientar na hora de investir em ações?

Caso seu banco trabalhe com uma corretora própria, seu gerente poderá te ajudar a executar a operação de compra ou venda de uma ação e apenas isso. Gerentes não são aptos a indicar se uma ação está ou não em um bom momento para ser comprada. É bom ficar atento com o fato de que o Gerente está ali para vender serviços do Banco, logo analise bem qualquer sugestão de investimento que ele oferecer, nem sempre pode ser o melhor para o seu perfil de investidor.

Se uma corretora quebrar, o que acontece com as ações?

As ações ficam em nome de quem as comprou, e não em nome da corretora. Elas estarão custodiadas na CBLC (Comissão Brasileira de Liquidação e Custódia), um órgão independente, logo aconteça o que acontecer com a corretora as ações estarão seguras. Já o dinheiro que estiver parado na conta da corretora, estará em risco sim.

O que determina o preço de uma ação?

O preço de uma ação varia a cada minuto, ela depende das ofertas de compra e venda no momento, como em grande mercado onde a cada minuto vendedores e compradores negociam a compra e venda de seus produtos, se há muita gente querendo comprar o preço sobe e se a muita gente querendo vender o preço desce. Quando o mercado entende que uma empresa tem um horizonte favorável, com lucros crescentes, a procura pelas ações desta empresa aumenta e consequentemente seu preço também.

Após comprar uma ação é possível vendê-la a qualquer momento?

Em geral, a resposta é sim! As principais empresas listadas no IBOVESPA têm milhares de negociações durante um dia. Sempre há alguém querendo comprar e alguém querendo vender, basta então enviar uma ordem de venda pelo preço do mercado naquele momento que a ação será vendida. No entanto, há um grupo de empresas com uma quantidade pequena de ações negociadas na bolsa, então nem sempre há investidores negociando-as, porém poucas empresas enquadram-se neste caso.

Há uma crença de que no longo prazo as ações vão sempre se valorizar, isto procede?

Não, nem todas as empresas vão conseguir valorizar-se no longo prazo. O fato de uma empresa ser grande e conhecida também não é garantia desta valorização. Irão valorizar-se aquelas empresas que seus gestores tiverem competência para fazer com que seus lucros sejam sempre crescentes.

É possível perder todo o dinheiro investido em ações?

Sim, porém muito improvável! Perder 100% do capital investido só acontecerá quando uma empresa falir e deixar de existir. Isso com ações listadas em bolsas de valores acontecerá em casos de fraudes contábeis, corrupção e casos atípicos muito raros. Por isso é importante conhecer a empresa, saber quem são seus gestores e principais acionistas. Porém, é bom também ressaltar que em períodos de baixa uma empresa pode perder 50% do seu valor, ou até mais!

É possível comprar pequenas quantias, todo mês, em ações?

Sim, é possível. Porém, as ações serão compradas no mercado chamado de fracionário, onde as ações são ofertadas em quantidades menores do que 1 lote, neste caso, o código da ação receberá um F no final, como PETR4F. A desvantagem do mercado fracionário é que ele tem menor liquidez, então às vezes acontece de haver uma diferença grande entre os preços das ofertas de compra e venda em determinado momento, mas isso não é nenhum grande problema para quem quer comprar quantidades pequenas de ações todo mês, com foco no longo prazo.

Uma empresa teve um lucro grande no ano passado, por causa disso suas ações vão se valorizar?

Uma empresa teve um lucro grande no ano passado, por conta disso suas ações vão se valorizar? Infelizmente não é assim tão simples. O mais importante é a percepção que o mercado tenha de que esta empresa continuará apresentando lucros no futuro e sempre maiores do que o do ano anterior. Uma empresa pode ter um lucro muito grande, mas por qualquer motivo os investidores podem entender que no futuro isso não se repetirá, que ainda haverá lucros, mas menores! Isso poderá fazer as ações desta empresa se desvalorizarem.

Como saber quais empresas vão ter lucros crescentes a cada ano?

Duas coisas são muito importantes e podem nos dar uma ideia. A primeira é a tendência das vendas da empresa, se o mercado em que ela atua está se aquecendo ano a ano, seus lucros também crescerão. A segunda é a capacidade dos gestores da empresa em gerarem novos investimentos, reduções de custos, conquista de novos mercados, que originem lucros. Para isso, analisar o desempenho passado dos resultados da empresa pode ser um bom indicativo. Se a empresa tem lucros crescentes há 10 anos, é sinal de que tem um gerenciamento eficiente.

Por que comprar ações e não investir em um fundo de ações de um banco?

Pela liberdade de escolher quais ações comprar, ter suas próprias metas, trocar de ação a qualquer momento e não pagar taxas de administração.

Recebo relatórios da minha corretora indicando compra e potenciais de valorização para várias ações. Posso me orientar somente por estes relatórios para escolher qual ação comprar?

Infelizmente não! As corretoras usam critérios próprios para suas análises, com projeções para a economia que nem sempre se confirmam. Há casos diversos de ações que nunca chegam nos preços alvos projetados. O ideal é compilar as indicações de diversas corretoras e ver aquelas empresas que são quase uma “unanimidade” e também atentar para a tendência de longo prazo e sempre escolher aquelas que apresentam tendência de alta.

Como é a tributação quando invisto em ações?

Há pequenos emolumentos e uma parcela muito pequena de Imposto de Renda que é recolhido pela corretora quando você vende uma ação, seja com lucro ou prejuízo. Mas o que importa é a totalização do seu resultado a cada mês. Caso a soma das ações vendidas seja inferior a R$20.000,00, o investidor estará isento. Caso as vendas ultrapassem esse limite e o investidor tenha gerado lucro, pagará 15% sobre este lucro como imposto.

Como é pago o imposto sobre os lucros das operações?

Após calculado o valor do imposto (15% sobre o lucro do mês), o investidor deverá preencher um DARF (as corretoras em geral informam os códigos e campos que precisam ser preenchidos, basta ligar e perguntar), e pagar o imposto no banco.

Caso tenha prejuízo por 03 meses e depois lucro por 01 mês apenas, ainda assim é necessário pagar o imposto de renda?

Dependendo, se o lucro do mês positivo for superior aos prejuízos acumulados dos 03 meses anteriores, a resposta é sim! Caso contrário pode-se abater os prejuízos e sendo o resultado ainda negativo não é necessário fazer o recolhimento do imposto.

O que é Desdobramento de Ações?

Em um significado mais amplo para a palavra “desdobramento” é o sentido de dividir em uma ou mais partes determinado valor.

Uma empresa que realiza desdobramentos em suas ações, permite criar maior volume de ações em circulação sem alterar seu capital social. Ou seja, a criação dos desdobramentos aumentam os números de ativos em circulação que podem ser cotados a um preço menor. Sendo assim, mais investidores terão a possibilidade de negociar nessa empresa a um preço mais acessível do que aquele praticado se a ação estivesse em sua fase integral.

As empresas realizam esse procedimento visando melhor acessibilidade na compra de um lote padrão de ações pelos investidores como também permitir a sua própria liquidez diante do mercado.

Um exemplo: se uma ação está valendo R$122,00, qual seria o valor necessário para a compra de um lote mínimo de 100 ações?

Nesse caso, seriam necessários R$12.200,00. Muitos investidores iniciantes podem não ter esse capital disponível para aquisição de tal quantidade, impedindo a decisão de compra. Pode não ser seu caso, mas em comparação aos demais investidores o preço estaria acima da média.

O que pode ocorrer com a ação após o desdobramento?

Uma ação que tenha passado por um desdobramento, terá seu preço mais acessível entre os investidores como citado anteriormente proporcionando a ação maior volume de negociações e assim maior liquidez para empresas que possuam valorização e rentabilidade em seus preços.

O investidor que tenha adquirido uma ação que sofreu desdobramento terá mais ações em custódia, mas com preços inferiores àqueles praticados durante sua compra. Um evento de desdobramento apenas permite que o mesmo capital seja subdividido. Suponhamos que você tenha 100 ações da PETR4 no preço de abertura cotada em R$17,01 passa por um desdobramento de 100%, quantas ações o investidor teria e qual seria o preço atual?

Um desdobramento em 100% dividiria as ações em um total de 200 ações a um preço de R$8,50 adquirindo mais 100 ações, mas com um preço reduzido pela metade. O capital necessário para um lote mínimo aqui no nosso caso é de R$1.700,00 reais.

Fontes de pesquisa

 

Artigo Anterior
Aprendendo a Investir Com as Cartas de Warren Buffett

Aprendendo a Investir Com as Cartas de Warren Buffett

Próximo Artigo
Quem é Jim Simons - Investidor de sucesso

Quem é Jim Simons – O Homem Que Resolveu o Mercado

Artigos Relacionados