Os Atores do Mercado Acionário

Avatar
Quem será você no Mercado 1

Quando tratamos do mercado acionário, é necessário entender quem são os personagens que fazem parte desse sistema. E isso é importante, pois cada um exerce um papel diferente, visto que buscam resultados diferentes.

Quem é você no Mercado?

Basicamente podemos classificar os atores do mercado em Investidores, Especuladores, Hedgers e Arbitradores.

Investidores

São aqueles que entram no mercado com intenção de acumular capital de longo prazo, tornando-se sócios das empresas. Não se importam muito se o mercado está em alta ou em baixa. Basicamente adquirem pequenos lotes com uma certa frequência de determinadas ações.

Especuladores

São aqueles que procuram boas oportunidades no mercado. Entram e saem do mercado com frequência, tentando acumular capital com os lucros rápidos em cada operação. São importantes para o mercado para dar liquidez ao mesmo, garantindo compradores e vendedores todos os dias nas bolsas de valores.

Hedgers

São aqueles que usam instrumentos derivativos na busca de proteção para seus negócios. Exemplo disso é um produtor de café que utiliza contratos futuros para garantir o preço de venda de sua safra na época da colheita, ou o exportador/importador que não quer ficar exposto à flutuação cambial quando assume dívidas ou passar a ter receitas de vendas a receber na moeda americana.

Arbitradores

São aqueles que buscam pequenas falhas do mercado, que através de operações um pouco mais complexas buscam ganhar algum dinheiro. A montagem destas operações geralmente envolve o uso de derivativos ou instrumentos financeiros de certa complexidade.

Quem São os Investidores

Tornar-se um investidor é muito simples, você precisa apenas selecionar algumas empresas e reservar seu capital para compra dessas ações. Não precisa se preocupar com as cotações no curto prazo. De tempos em tempos você reservará novamente parte do seu capital e irá adquirir mais ações destas empresas.

Sua expectativa é que a empresa cresça e que os dividendos que a mesma distribui cresçam junto com ela. Costumo comparar o investidor no mercado de ações com o investidor no mercado imobiliário. Ele quer que seu bem valorize e pretende melhorar o rendimento do seu investimento muitas vezes através do aluguel. Com as ações seria algo semelhante. No lugar do aluguel teríamos os dividendos.

Ao escolher uma empresa para investir, se tornar sócio da mesma, o investidor deverá sempre procurar aquelas com lucros crescentes ao longo dos anos. Empresas bem estabelecidas e que seus resultados demonstram a capacidade de sua administração em fazer com que seu negócio esteja sempre em crescimento.

Investidor de Sucesso é Bem Informado

O investidor que queira obter sucesso, deverá estar sempre bem informado. Deverá acessar frequentemente a seção de Relações com Investidores nos sites das companhias, acompanhar a divulgação dos resultados, relatórios, teleconferências, notícias na imprensa e estar muito atento  às perspectivas do setor.

Uma empresa que vende aço, por melhor que seja administrada, não terá lucros crescentes se o preço da commodity despencar, ou se uma nova tecnologia criar um material economicamente mais viável do que o aço.

Outro aspecto importante é a Governança Corporativa, termo usado para definir como as empresas tratam as relações entre Gestores, Acionistas Controladores e Acionistas Minoritários. A B3 tem níveis diferenciados de Governança Corporativa onde as empresas estão classificadas, com destaque para o Novo Mercado que abrange as empresas com melhores práticas neste quesito.

Quem São os Especuladores ou Traders

O caminho do Trader é bem mais árduo e tortuoso que o caminho do Investidor. A tarefa de procurar bons pontos de entrada e saída do mercado exige o domínio de ferramentas como Análise Gráfica ou Análise Fundamentalista que orientarão o Trader na hora de comprar e vender determinado ativo.

O Trader fundamentalista tentará determinar faixas de preços onde as ações das empresas estão “caras” ou “baratas” para efetuar suas operações de compra e venda. Normalmente estas operações são longas, levando meses e algumas vezes até anos entre a ordem de compra e a ordem de venda. São necessários paciência e sangue frio para conter a tentação de vender antes da hora e também um profundo conhecimento de métodos de avaliação de empresas.

O Trader gráfico, ou técnico, utilizará o gráfico de cotações das ações para determinar onde entrará comprando e onde estará encerrando suas operações. Estas operações em geral são mais curtas que as operações do trader fundamentalista, podendo começar e terminar no mesmo dia (daytrader), em poucos dias (swing trader) ou em semanas (position trader).

Enquanto o Investidor estará permanentemente exposto às variações e aos ciclos do mercado, o trader buscará otimizar sua permanência no mesmo, protegendo seu capital nos períodos de baixa e se mantendo “fora” do mercado até que visualize um novo ponto de entrada. Isso lhe permitirá controlar melhor o risco de desvalorização de suas ações, permitindo assim a alocação de um capital maior na bolsa do que o do investidor.

Ninguém torna-se um Trader da noite para o dia. São necessárias muitas horas de dedicação, autoconhecimento e estudo, seja na escola gráfica ou fundamentalista, além de tempo para acompanhar o mercado diariamente. Como disse, a tarefa não é tão simples, porém os resultados são compensadores.

Artigos Relacionados

Artigo Anterior
luiz barsi é o maior investidor do Brasil

Luiz Barsi – o Maior Investidor do Brasil

Próximo Artigo
Ferramentas Para Investidores

Ferramentas Para Investidores

Artigos Relacionados